+ Noticias

31/10/2018 18:32

Campeão do Mundo em 2006, Iaquinta é condenado a dois anos de prisão

(gazetaesportiva)

O ex-jogador Vincenzo Iaquinta foi condenado, nesta quarta-feira, em primeira instância, a dois anos de justiça italiana após ter sido considerado culpado da acusação de posse ilegal de armas. Ele também havia sido indiciado pela ligação com a Ndrangheta, nome dado para a máfia da Calábria, mas acabou sendo inocentado desta acusação.

Campeão da Copa do Mundo com a seleção italiana em 2006, Iaquinta pode recorrer da decisão e pode responder em liberdade enquanto todas as instâncias não forem esgotadas. Já o pai do ex-jogador da Juventus e da Udinese foi condenado a 19 anos após a justiça entender que ele prestava serviços à Ndrangheta.

O ex-atacante italiano reconheceu que as armas estavam em sua casa, no entanto, declarou que elas pertenciam a seu pai.

“Isso é uma vergonha. Estão arruinando minha vida enquanto eu não fiz nada. Estou sofrendo como um cão nesses últimos anos, assim como minha família e meus filhos. Estão dizendo que sou culpado porque sou de Calabria, mas eu venci uma Copa do Mundo. A justiça será feita para nós”, declarou Iaquinta na saída da corte.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo