Esportes - Geral

26/10/2017 17:04

Matogrossense Ana Vitória sagra-se campeã da libertadores 2017

(Futebol MT)

A equipe do Corinthians/Audax, conquistou no último sábado o primeiro título da Copa Libertadores Feminino, após superar nos pênaltis o Colo Colo, do Chile. A decisão da competição continental foi decidida nas penalidades, onde a equipe brasileira levou a melhor, vencendo por 5 a 4.

A equipe dirigida pelo técnico, Arthur Elias levantou o troféu de forma invicta, pois disputou cinco partidas e não sofreu nenhum revés. Com elenco formado por atletas que possuem muita vontade de vencer, podemos destacar a jovem e talentosa, Ana Vitória, 17 anos, que converteu a última cobrança de pênalti na decisão diante das chilenas.

Natural de Rondonópolis, cidade do Mato Grosso, a meio-campista chegou ao alvinegro no início deste ano, após se destacar em seu estado e somar passagens pela Seleção Brasileira de base. Conhecida no cenário do futebol como “garota-prodígio”, Ana Vitória, classificou como positiva sua primeira temporada como profissional, “Individualmente falando o ano foi bastante produtivo, muito bom, minha primeira temporada no futebol feminino profissional, consegui desenvolver um bom trabalho em uma grande equipe”.

“O título da Libertadores veio para coroar um ano que foi extremamente produtivo. Para mim esse título significa que estou no caminho certo e estou sendo bem guiada”, comentou Ana, sobre a conquista inédita da Libertadores.

Autora do quinto gol do timão nas penalidades, Ana Vitória comentou sobre aquele momento que daria vantagem a sua equipe, “A única coisa que passou em minha cabeça naquele momento era o modo de como iria bater o pênalti, pois estava bastante concentrada. Na hora da cobrança era como tivesse apenas eu, a bola e a goleira no estádio, mas eu estava muito concentrada e tive a felicidade em converter a cobrança e de certo modo ajudar a minha equipe”.

Ana Vitória iniciou a carreira com apenas, 8 anos, na escolinha de futebol de sua cidade natal, a “garota-prodígio”, já se destacava desde o início quando disputava campeonatos com os garotos da escolinha. Ana superou adversidades por ser uma garota entre os meninos e se destacava nos jogos, era titular absoluta, pois era uma atleta comprometida e com muita qualidade. 


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo