Esportes - Geral

25/06/2020 15:14

O dia é da campeã olímpica Maurren Maggi

(assessoria)

Bragança Paulista – Parabéns Maurren! A paulista Maurren Higa Maggi, a única mulher brasileira a ganhar uma prova individual no atletismo em Jogos Olímpicos, completa mais um aniversário nesta quinta-feira (25/6) e recebe os parabéns da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Maurren conquistou a medalha de ouro na prova do salto em distância da Olimpíada de Pequim-2008, com a marca de 7,04 m.

Com Maurren, a CBAt inicia a série Aniversário, em que publicará pequenos perfis relembrando resultados e feitos incríveis dos medalhistas olímpicos do atletismo brasileiro. A série vai ao ar no site da CBAt de junho de 2020 a junho de 2021, para que todos os medalhistas sejam homenageados.

“Por minha solicitação, os ganhadores de medalhas em Olimpíadas serão homenageados no dia de seus aniversários. São atletas que representaram muito bem o nosso esporte e que tantas glórias trouxeram para o Brasil”, comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Warlindo Carneiro da Silva Filho.

O ouro olímpico, conquistado por Maurren em 22 de agosto de 2008, foi definido por ela como ‘mágico’. Há alguns meses, antes de declarada a pandemia da COVID-19, em uma entrevista no Centro Nacional de Treinamento de Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista, Maurren relembrou a conquista. E voltou a comentar o ouro obtido por apenas um centímetro. “O que é um centímetro? Um centímetro... é o que mudou a minha vida!”

Maurren conquistou o ouro em Pequim, com a marca de 7,04 m, no primeiro salto dos seis a que tinha direito. E teve de assistir as adversárias – a russa Tatiana Lebedeva saltou seis vezes, mas só chegou a 7,03 m. “A memória mais forte que tenho daquele dia é do placar e que ela tinha saltado 1 cm a menos. Foi o momento mais importante da minha vida”, declarou na época, para registros históricos da imprensa brasileira.

Nascida na cidade de São Carlos, a 25 de junho de 1976, Maurren, além do ouro olímpico, tem duas medalhas em Mundiais Indoor: prata em Valência-2008 e bronze em Birmingham-2003. Na antiga Copa do Mundo, ela foi prata em Madri-2002 e ganhou o IAAF Grand Prix na mesma temporada.

Ela também é tricampeã dos Jogos Pan-Americanos, vencendo em Winnipeg-1999, Rio de Janeiro-2007 e Guadalajara-2011. Foi campeã da Universíade de Pequim, em 2001, e no mesmo ano ganhou os Jogos da Amizade em Brisbane.

O melhor resultado no salto em distância de sua carreira foi alcançado em 1999, ao ganhar o Campeonato Sul-Americano de Bogotá, com 7,26 m (1.8). Foi o melhor salto da temporada em todo o mundo e um dos 10 melhores da história da prova, até então.

Maurren, que faz parte da Assembleia Geral da CBAt, também obteve boas marcas no salto triplo e nos 100 m com barreiras. No triplo, foi recordista sul-americana com 14,57 m. E nas barreiras, ganhou a medalha de prata em Winnipeg-1999 e detém o recorde sul-americano desde 2001, quando marcou 12.71 (0.1), em Manaus.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo