Esportes - Geral

21/09/2020 17:03

Atletas impõem fragorosas derrotas ao governo de Mato Grosso, no “Programa Bolsa Atleta”

(ASSESSORIA)

Após seis anos sem receber nenhum auxílio do Governo do Estado, atletas das modalidades do Ciclismo Olímpico, Cross Country Olímpico e Cross Country Maratona, ingressaram junto à Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SECEL), um requerimento exigindo inclusão no Programa Bolsa Atleta, nos anos de 2010 a 2015.  

Como nunca houve quitação, um grupo de atletas, ingressaram na justiça, exigindo a quitação da lei desportiva. Este grupo composto por 50 atletas obtiveram causa ganha sobre o governo de Mato Grosso, abrindo assim jurisprudência sobre o caso. Uma banca advocatícia trabalhou na ação por dois anos. Os valores orbitam na casa de um milhão de reais, com juros e correções monetárias, cita um dos vitoriosos, Odil Neto. Outro atleta que aguarda, com expectativa é André Alcântara. Alcântara argumenta que isso tudo não tinha necessidade de acontece, caso os gestores tivessem sensibilidade com o setor. Neste país é muito custo fazer esporte olímpico. Não existe apoio por parte de ninguém. Esta lei era boa. Os burocratas do ar condicionado, á tornaram quase inviável nesta gestão do governo Mauro Mendes. A nova normativa discrimina atletas com mais de 30 anos. Como teremos base, para os jovens de 12 a 17 anos? Se não existe valorização para atletas Másters?  Criaram uma categoria Olímpica. Como um atleta consegue competir na Europa com 280 dólares? Fazendo a conversão no cambio de hoje. Andersom Morel, que também já obteve vitoria na ação de cobrança, cita que não entende a omissão de presidentes federacionistas. Ninguém comenta ou cita algo sobre o assunto. Os atletas ficaram sem aparato por parte de várias federações das modalidades amadoras, com solução para a dívida do Governo, para com os atletas mato-grossense, visto que, já se aproxima de R$ 10 milhões de reais.  

Foram realizadas audiências públicas, com esta finalidade. Já se passaram mais de um ano e meio da atual gestão e até agora o governador, não consegue dizer nada. O Ministério Público de MT, a Assembléia Legislativa/MT, o Tribunal de Contas, continuam ainda deitado em berços esplendido com esta nossa causa. No mínimo, houve pedaladas fiscais, com os repasses das verbas do programa Bolsa Atleta, finaliza Morel.  


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo