Esportes - Geral

09/10/2020 17:08

SUPERLIGA C: Sport e Santa Cruz trazem rivalidade regional para a disputa em Natal

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) 

A temporada 2020 da Superliga C começa na próxima terça-feira (13.10), com a disputa do Grupo 3 do naipe masculino em Natal (RN). Em quadra serão sete equipes divididas em duas chaves, todas oriundas de estados do Nordeste. As partidas entre os times da região costumam ser acirradas, mas o caso da rivalidade entre o Sport Club do Recife (PE) e o Santa Cruz Vôlei Clube (PE) tem nuances mais acentuadas. Os dois times pernambucanos quando se encontram formam o chamado "Clássico das Multidões do Recife", que já tem data marcada para acontecer: a próxima quinta-feira (15.10).

E o duelo entre o rubro-negro pernambucano e a equipe coral dentro da disputa da Superliga C, válido pela chave B, será no ginásio Aero/Sesi, na capital do Rio Grande do Norte. E para o capitão do Santa Cruz, o levantador Jonas Neves, a competição tende a ficar mais interessante com o clima de rivalidade.

“Essa edição da Superliga C tem um gostinho especial para nós, por ser regionalizada. Enfrentaremos os times que rivalizam conosco dentro do estado, incluindo o Sport, que tem uma rivalidade que perpassa o voleibol. Eles são adversários históricos no futebol, e agora essa história será escrita no voleibol também, já na primeira fase teremos a emoção de jogar o famoso ‘Clássico das Multidões’ na última rodada, buscando uma vaga para as semifinais da competição. Será um jogo de extrema importância para o nosso grupo, tanto pelo resultado, quanto pelo sentimento de estar inserido no clássico”, disse Jonas.

O treinador do Santa Cruz Vôlei Clube, Emanuel Nogueira, também destaca a importância da participação do tradicional clube recifense em uma competição de âmbito nacional no vôlei. Para Emanuel, a rivalidade com o Sport é apenas mais um atrativo para a disputa em Natal.

“A nossa participação na Superliga C é de suma importância. Trata-se de uma competição de nível nacional e com ela nós estamos colocando o voleibol do Santa Cruz no cenário brasileiro da modalidade. E para mim é uma satisfação muito grande, por tratar do meu time do coração. Vamos com uma equipe muito jovem, mas com atletas habilidosos e com vontade de vencer. Estamos na mesma chave do nosso rival eterno, o Sport, algo que vem dos campos de futebol, e agora será vivida nas quadras, mas que fica apenas dentro dela. Que vença o melhor”, comentou Emanuel.

Equipe do Santa Cruz Vôlei Clube

Participante da primeira edição da Superliga B, em 2012, o Sport busca retornar à competição e chega para a disputa em Natal motivado. O técnico do rubro-negro pernambucano, Carlos Gilberto de Freitas, conta com o entrosamento do elenco, campeão da Copa do Nordeste por três anos seguidos – 2016, 2017 e 2018 – para voltar a se destacar no cenário nacional, e destaca ainda a motivação para enfrentar os rivais nordestinos.

“Acredito que a competição será muito nivelada e com muita rivalidade. Existe este clima acirrado quando duas equipes nordestinas entram em quadra, os jogos são bastante equilibrados. Esperamos jogos muito disputados, o nível entre os times é muito semelhante, uma equipe pode garantir a vaga na Superliga B ou sequer avançar na fase de grupos, não há como apontar favoritos. No nosso caso é mais especial ainda porque teremos duas outras equipes pernambucanas, e todos se conhecem. Isso só aumenta o nível de rivalidade. Espero que possamos fazer bons jogos”, avaliou Carlos Gilberto.

O ponteiro Galileu Nogueira, capitão do time do Sport, avalia o equilíbrio entre os clubes participantes do Grupo 3 e prevê confrontos de bastante equilíbrio. Para o jogador, a reunião de sete equipes do Nordeste na competição demonstra a evolução do voleibol na região, e que a rivalidade é um dos motores deste crescimento.

“Estamos animados e confiantes que possamos conquistar essa vaga no acesso. Teremos equipes muito qualificadas, o que é muito benéfico para a competição. O fato de este grupo contar apenas com equipes nordestina mostra a valorização da modalidade na região, e garante um representante do Nordeste na Superliga B 2021. Espero uma competição muito equilibrada, com muita rivalidade, teremos que lutar bastante para alcançar o nosso objetivo”, disse Galileu.

O duelo entre Santa Cruz e Sport acontece somente na terceira rodada da chave B. A estreia dos dois clubes será na próxima terça-feira (13.10). O Sport enfrenta o Vôlei Unip/Fortaleza (CE), às 15h. Já o Santa Cruz Vôlei Clube joga contra o Desportivo Rio Grande-APAB (RN), às 17h.

GRUPO 3 – NATAL (RN)

Chave A – Unimed/Aero (RN), Clube do Vôlei Multisports (CE) e Nosso Clube/SRV (PE)

Chave B – Desportivo Rio Grande-APAB (RN), Vôlei UNIP/Fortaleza (CE), Sport Club do Recife (PE) e Santa Cruz Vôlei Clube (PE)

TABELA

PRIMEIRA RODADA – 13.10 (TERÇA-FEIRA)

Jogo 01 – Vôlei UNIP/Fortaleza (CE) x Sport Club do Recife (PE) – às 15h

Jogo 02 – Desportivo Rio Grande-APAB (RN) x Santa Cruz Vôlei Clube (PE) – às 17h

Jogo 03 – Clube do Vôlei Multisports (CE) x Nosso Clube/SRV (PE) – às 19h

SEGUNDA RODADA – 14.10 (QUARTA-FEIRA)

Jogo 04 – Santa Cruz Vôlei Clube (PE) x Vôlei UNIP/Fortaleza (CE) – às 15h

Jogo 05 – Sport Club do Recife (PE) x Desportivo Rio Grande-APAB (RN) – às 17h

Jogo 06 – Unimed/Aero (RN) x Nosso Clube/SRV (PE) – às 19h

TERCEIRA RODADA – 15.10 (QUINTA-FEIRA)

Jogo 07 – Vôlei UNIP/Fortaleza (CE) x Desportivo Rio Grande-APAB (RN) – às 15h

Jogo 08 – Sport Club do Recife (PE) x Santa Cruz Vôlei Clube (PE) – às 17h

Jogo 09 – Unimed/Aero (RN) x Clube do Vôlei Multisports (PE) – às 19h

SEMIFINAIS – 16.10 (SEXTA-FEIRA)

Jogo 10 – 1° da Chave B x 2° da Chave A – às 17h

Jogo 11 – 1° da Chave A x 2° da Chave B – às 19h

FINAL

Jogo 12 – Vencedor jogo 10 x Vencedor jogo 11 – às 16h

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo