Mundo

28/09/2017 08:58

Brasileiras conquistam quatro medalhas na abertura do Sul-Americano

(GE)

A seleção brasileira de ginástica rítmica estreou, nesta quarta-feira, no Sul-Americano de Cochabamba, na Bolívia. Ao todo foram quatro conquistas individuais do país. Na final do arco, o Brasil subiu duas vezes ao pódio. Mariany Miyamoto ficou com a prata (13,000), e Natália Gaudio foi bronze (12,250). O ouro acabou com a colombiana Lina Dussan (13,850). Já na bola, Natália garantiu a medalha de ouro (14,850), e Mariany levou o bronze (13,050). Entre elas ficou novamente a colombiana Lina, prata com 14,250.

Na parcial do individual geral, Natália lidera até aqui com um total de 29,750 (14,900 no arco e 14,850 na bola), Mariany aparece em segundo com 26,150 (12,050 no arco e 14,100 na bola), e Karine Walter ocupa a sexta posição com 21,650 (8,950 no arco e 12,700 na bola). O Sul-Americano vai até sexta-feira.

- Muito importante essa competição, porque trabalha vários níveis de prova. Temos as disputas por equipes, individual geral e finais por aparelhos. Então, hoje, nós conseguimos 1/3 desses objetivos. Primeiro, estamos na frente por equipes na somatória de todas as ginastas e, nas provas finais, tivemos as medalhas no arco e na bola. Isso significa que a equipe está coesa - disse a treinadora Monika Queiroz.

Ainda nesta quarta, o conjunto formado por Alanis Ávila, Francielly Pereira, Gabrielle Silva, Heloísa Bornal, Jéssica Maier e Marine Vieira se apresentou na classificatória da série dos cinco arcos e recebeu a nota 16,400, o que deixa o Brasil na primeira colocação até aqui. 

Natália Gaudio levou a medalha de ouro na bola (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)Natália Gaudio levou a medalha de ouro na bola (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Natália Gaudio levou a medalha de ouro na bola (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

- Este Sul-Americano está sendo muito importante para avaliarmos todas as mudanças táticas que fizemos nas coreografias, além de servir como preparatório para o Pan. Hoje, fiquei muito feliz com o desempenho do nosso conjunto, porque o objetivo foi alcançado - comentou a treinadora do conjunto e coordenadora das seleções, Camila Ferezin.

Nesta quinta acontecem as qualificatórias e finais das maças e da fita no individual, além da apresentação do conjunto com a série de três bolas e duas cordas.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo