Notícias

30/11/2017 16:35

Asiel faz avaliação positiva do Estradeiro, lamenta ausência do Estado, mas se diz confiante

(nativanews)

O prefeito Asiel Bezerra fez uma avaliação positiva do “2º Estradeiro da Integração”, realizado entre os dias 23 à 25 passado, em que uma caravana com aproximadamente 60 pessoas fez o trajeto da soja desde Alta Floresta até a cidade portuária de Santarém, no estado do Pará. A caravana foi composta por prefeitos, empresários, presidentes de sindicatos e teve a participação do secretário nacional de agricultura, Neri Geller. Nenhum representante do Estado esteve presente ao evento. “Eu creio que foi muito importante, nós tivemos a presença do ex-ministro da agricultura e atual secretário Neri Geller, que disse que chegando em Brasília, vai aguardar um relatório nosso e pessoalmente estará indo junto ao presidente Michel Temer pedindo o adiantamento desta obra”, afirmou o prefeito em entrevista ao O Diário.

O Estradeiro saiu de Alta Floresta, passou pela cidade de Matupá, no armazém do grupo Bom Futuro, pertencente ao empresário Eraí Maggi e seguiu rumo ao estado do Pará. a primeira pernoite ocorreu na cidade de Novo Progresso, aonde começam os trechos sem asfalto na BR 163.

Entre Novo Progresso e Miritituba não houve avanço em relação ao primeiro estradeiro realizado no ano passado. Dos 70 km de terra do ano passado, foram feitos apenas 5 km de asfalto e 30 km de tachão, “é o trecho que deu atoleiro e eles colocaram os tachões e esse local não vai ter mais problema e o asfalto vai ficar muito melhor”, analisou o prefeito altafloretense, mantendo o otimismo. 

Em Miritituba foram feitas visitações aos portos e conversas com integrantes do 8º BEC. Segundo o comandante do Batalhão do Exército, Coronel Nery, disse ao idealizador do Estradeiro, atualmente estão passando em torno de 3.000 caminhões bitrens pela 163 com destino à Miritituba, o que representa mais de 90% dos grãos produzidos na região norte. “Já um movimento muito grande, em relação ao ano passado aumentou em mais de 100% o volume de caminhões”, afirmou.

O Estradeiro seguiu rumo a Santarém, aonde existia um trecho, até Rurópolis, de 120 km de estrada sem asfalto. Neste local a obra avançou faltando no máximo 50 km para terminar.

Segundo Asiel Bezerra, o Estradeiro trouxe como resultado o fato do secretário Nacional Neri Geller ter participado do evento e ter se comprometido em levar as reivindicações, junto com o prefeito Asiel, até o presidente Michel Temer e pedir a aceleração das obras. O Governador do Estado do Pará, Simão Jatene também prometeu apoio.

Ausência de agentes políticos do estado

O prefeito lamentou a ausência de representantes do Governo do Estado no Estradeiro, mas revelou ter conversado um mês antes com o governador Pedro Taques que lhe prometeu que em 20187 haverá a licitação das obras de asfalto desde a cidade de Carlinda e a construção da ponte sobre o rio Teles Pires. “foi uma pena, se tivesse agentes políticos do estado, nós também o trecho entre Carlinda e Novo Mundo, que precisa ser feito, ser asfaltado, talvez tivesse conseguido compromisso de mais celeridade, mas eu estive com o governador Pedro taques há cerca de uma mês e ele disse que já iria estar terminando o projeto da rodovia, do rio até Novo Mundo e Matupá”, afirmou, explicando que houve a prefeitura de Matupá e o empresário Erai Maggi entraram com o projeto de asfaltamento, que pretende transformar Matupá em um Porto Seco de distribuição de grãos. “Terminado o projeto deve ir para licitação, mas se tivesse alguém do estado isso ajudaria a potencializar o início desta obra”, explicou.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo