Notícias

07/08/2018 16:40

Paralisação na rede estadual de Mato Grosso atinge 10% das escolas

(olivre)

Cerca de 10% dos alunos da rede estadual de ensino ficaram sem aulas nesta terça-feira (7) em razão de um protesto movido pelas diretorias contra a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Eles alegam que há uma dívida do governo em aberto com as escolas e, temendo calote, organizaram ato para esta tarde.

Conforme o presidente do Colegiado de Diretores de Cuiabá e do Vale do Rio Cuiabá, Dimas Antônio Silva, a reivindicação é para o pagamento da segunda parcela do Projeto Político Pedagógico (PPP) e Programa de Desenvolvimento da Escola (PDE). A parcela é de pouco mais de R$ 10 milhões e teve 30% do valor pagos no mês de maio.

“O governador já havia dito que ia pagar antes e não pagou. Nós estamos nos reunindo para ver se vamos dar mais uma chance e esperar até segunda-feira ou se paralisamos até o pagamento”, disse Dimas Antônio. Segundo ele, a falta de repasse faz com que as escolas não paguem seus fornecedores de alimentos e utensílios.

Por meio de nota, a Seduc informou que os 70% restantes, que representam pouco mais de R$ 7 milhões, serão pagos na próxima segunda-feira (13), conforme combinado em reunião que uniu os diretores na sexta-feira (3).

A secretaria informou ainda que para esta terça-feira está previsto o repasse do Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae), referente ao mês de agosto, utilizando como fonte o Governo Federal. O valor é referente ao custeio da alimentação escolar, que, conforme os diretores, estaria com o pagamento atrasado.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo