Política

10/10/2017 11:05

Parlamentares cobram de Temer conclusão da duplicação da BR-163 em Mato Grosso

(sonoticias)

Os parlamentares da bancada mato-grossense se reuniram, nesta segunda-feira, com o presidente Michel Temer (PMDB) para cobrar avanços na duplicação da BR-163 em Mato Grosso. O senador José Medeiros (Podemos), que requereu a audiência, afirmou, que saiu “esperançoso” do encontro. “Todos os parlamentares falaram sobre as dificuldades para Mato Grosso. O presidente pediu para o Moreira Franco (ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República) acelerar as coisas. Estamos esperançosos, pois o Temer quer que saia (a duplicação)”.

Durante o encontro, os parlamentares também cobraram a retomada da pavimentação da BR-242. “Houve reclamação contra a presidente do Ibama (Suely Araújo), pois, a impressão que dá é que estão ‘caçando pelo em ovo’. Tem o dinheiro, mas a obra não sai. Toda hora tem algum problema. Então, o presidente também se comprometeu a pedir prioridade para esta obra e se comprometeu a chamar o ministro do Meio Ambiente (Sarney Filho) para resolver estes gargalos”.

A cobrança é para pavimentar o trecho da rodovia do Distrito de Santiago do Norte ao município de Querência - faltam ser asfaltados 286 km. De Nova Ubiratã (Nortão) a Santiago foram pavimentados 156 km. O projeto prevê construção de oito pontes na BR-242, no trecho entre Nova Ubiratã a Querência.

Vencedora do leilão de concessão da BR-163, a subsidiária da Odebrecht se comprometeu em investir R$ 6,8 bilhões. Deste total, R$ 3,9 bilhões foram confirmados para os 5 anos iniciais do contrato, ou seja, até novembro de 2018. A concessionária informou que desembolsou mais de R$ 1,7 bilhão desde que assumiu a BR-163, em março de 2014. A cifra equivale a 43% do que foi estabelecido para o 1º quinquênio do contrato, com vigência de 30 anos.

Até agora, a empresa fez a duplicação de 117 quilômetros da BR-163, entre a divisa com Mato Grosso do Sul até Rondonópolis. O trecho corresponde a 26% da extensão prevista no contrato, já que até novembro do próximo ano 453,6 quilômetros deveriam receber a duplicação. Esse tipo de intervenção incluiria ainda a Rodovia dos Imigrantes (antiga MT 407, federalizada como BR-070 e que atravessa o perímetro urbano de Cuiabá e Várzea Grande) e o trecho entre Posto Gil a Sinop. O custo estimado pelo Ministério dos Transportes na época do leilão para duplicação desses trechos é de R$ 1,263 bilhão.

Medeiros ainda adiantou que aproveitou a audiência para pedir a regulamentação, por decreto, de uma lei que determina o pagamento de indenização para servidores em regiões de fronteira. “Mato Grosso está com dificuldade de fixar servidores federais. Tem esta lei que contempla nosso Estado. Precisamos de regulamentação e, por isso, pedi a assinatura ao presidente”.

Outra demanda apresentada pelos parlamentares foi a destinaçao de recursos para construção de um centro de eventos do agronegócio em Cuiabá. “Será um local para capacitação de mão-de-obra do agronegócio e exposição de palestras e de máquinas. Será nos moldes da Agrishow em São Paulo. Mato Grosso não tem um local a altura do que representa para o agronegócio brasileiro. O presidente pediu para encaminhar esta demanda a vários ministérios para buscar dinheiro para construção”.

Da bancada mato-grossense, apenas o deputado federal Ságuas Moraes (PT) e o senador Wellington Fagundes (PR) não participaram da audiência, que ocorreu no Palácio do Planalto


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo