Política

12/06/2018 10:58

DEM decide apostar em pré-candidaturas de Mauro a Governo e Jayme ao Senado

(RDNEWS)

Faltando cerca de dois meses para as convenções partidárias, a direção estadual do DEM decidiu dar início à construção das pré-candidaturas de Mauro Mendes ao Governo do Estado e de Jayme Campos ao Senado. A decisão, com base em pesquisa concluída no final de semana, foi tomada em reunião realizada na noite desta segunda (11).

“O Democratas definiu dar início à construção das candidaturas majoritárias de Mauro Mendes e Jayme Campos. Vamos, a partir de hoje, buscar construir a viabilidade eleitoral, política, partidária e estrutural dessas candidaturas. Vamos seguir andando o Estado e construindo um novo projeto para Mato Grosso”, declarou o presidente estadual do DEM, deputado federal Fabio Garcia, ao .

Sobre alianças, Fabio evita citar partidos. Prefere falar em diretrizes do programa de governo que o DEM pretende apresentar ao eleitoral durante a campanha.

“Vamos iniciar as conversas com os partidos que acreditam em um novo projeto para Mato Grosso que estamos buscando construir pautado na boa gestão, na eficiência, na modernidade, na transparecia, na verdade e em uma melhor distribuição das riquezas produzidas no Estado. Vamos defender a construção de um Estado mais simples, mais moderno, mais empreendedor que gere mais oportunidades a todos os mato-grossenses”, completou.

A pesquisa, contratada pelo Diretório Nacional do DEM, mostra que Mauro e Jayme estão à frente em cenários que aparecem nomes como o governador Pedro Taques (PSDB), senador Wellington Fagundes (PR), o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT), o ex-prefeito de Sorriso Dilceu Rossato (PSL), o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e o Procurador Mauro (Psol). Segundo a pesquisa, os democratas levam vantagem tanto ao Governo do Estado quanto ao Senado.

Além de Fabio, Mauro e Jayme, a reunião contou com a presença das principais lideranças do DEM. A lista inclui Júlio Campos, o presidente da Assembleia Eduardo Botelho, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco e o suplente de deputado estadual Adriano Silva.

Conforme  divulgou, a decisão adiada por meses foi tomada após Mauro retornar de viagem de negócios à China. O democrata chegou no Brasil ontem (10).

A pesquisa entregue a Fabio hoje deveria ter sido concluída na semana passada. No entanto, a greve dos caminhoneiros impediu os pesquisadores de visitar os municípios e atrasou a conclusão do levantamento.

Caso a pré-candidatura seja confirmada pelas convenções que devem acontecer até 5 de agosto, será a segunda vez que Mauro concorre a governador. Em 2010, disputou o cargo e foi derrotado por Silval Barbosa ainda no primeiro turno. Depois, foi eleito prefeito de Cuiabá em 2012 e desistiu de buscar a reeleição apesar dos bons índices de aprovação entre o eleitorado.

Jayme também disputa o Senado pelo segunda vez. Foi eleito senador em 2006 e encerrou o mandato em 2014. Naquele ano, chegou a registrar candidatura à reeleição e acabou desistindo logo no início da campanha sob a alegação de falta de apoio político dos aliados.

Adversários

Os possíveis adversários de Mauro serão Taques, Wellington e o Procurador Mauro. Rossato já recuou da pré-candidatura a governador e Pivetta também deve abrir mão do projeto eleitoral para apoiá-lo. Outros pré-candidatos com baixa densidade eleitoral também se apresentam como é o caso do suinocultor Reinaldo Moraes (PSC) e dos petistas William Sampaio e Domingos Sávio.

Ao Senado, Jayme deve enfrentar Fávaro, o deputado federal Adilton Sachetti (PRB), a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), a ex-reitora da UFMT Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB) e outros nomes que se colocam para a disputa. Entre eles, a empresária Margareth Buzetti (PP) e o produtor rural Roberto Barra (DC).


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo