Saúde

14/03/2018 15:51

Dilmar Dal Bosco deixa a liderança do governo na Assembleia

(gazeta)

O deputado estadual e presidente dos Democratas em Mato Grosso, Dilmar Dal Bosco, saiu definitivamente da liderança do governador Pedro Taques (PSDB) na Assembleia Legislativa (ALMT). Ele justificou a saída com o fato de estar empenhado em se aproximar de sua base eleitoral no interior, organizar as novas diretorias provisórias em todos os municípios do estado e também de trabalhar em sua campanha de reeleição. “Essas demandas todas iriam me tomar muito tempo e eu não ia ter dedicação necessária pra ser líder do governo na Assembleia Legislativa”, disse em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta quarta-feira (14).

Conforme o Gazeta Digital já vinha divulgando, a saída de Dal Bosco da liderança do governo não é novidade e ele mesmo afirmou que já havia conversado com o governador no início do mês passado.

Leia também - Dilmar Dal'Bosco deve deixar a liderança do governo na AL

Além das tarefas relatadas pelo parlamentar, sua saída também indica cada vez mais para a saída dos Democratas da aliança com o governador, visando as próximas eleições, o que foi confirmado por Dilmar. “Nós não vamos ser coadjuvantes no processo eleitoral de 2018. Nós não vamos ser só carregador de malas, pra grudar cartaz e pra entregar santinho. Nós queremos fazer parte da majoritária!”, enfatizou.
Com vistas a esse projeto, o presidente estadual do DEM afirma que “com certeza” o partido sairá da base de Taques, destacando que o partido tem nomes capazes de disputar cargos majoritários, citando como exemplo o secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande Jayme Campos.

“Se você analisar as pesquisas do ano passado (e a próxima que vir não deve ser muito diferente), o Jayme Campos é um dos grandes nomes políticos, o ganho eleitoral que tem na sua vida que é invejável. Então, não tem como deixar fora um grande líder. E agora também a vinda do Mauro Mendes. Então eu acredito que se não tiver espaço pro DEM numa composição, com toda a certeza vai ter dificuldade de se manter a mesma aliança de 2014”, afirmou.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo