Slideshow

01/10/2018 10:12

Altaflorestense é bronze no brasileiro paralímpico

O atleta Sandro João de Souza conseguiu um feito inédito para Mato Grosso, e também para Alta Floresta, ao conquistar a medalha de bronze no arremesso de peso no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo Paralímpico realizado no Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo. De acordo com professor e técnico João Cuadra, faltou pouco para o altaflorestense conquistar a medalha de prata, e ficar atrás somente do atleta Thiago Paulino, número 1 no ranking mundial. Uma conquista importante para o esporte paralímpico de Mato Grosso.

O evento aconteceu no período de 27 a 30 de setembro e contou com a presença de 522 atletas de 23 estados mais o Distrito Federal e uma premiação inédita de mais de R$65 mil entre atletas, clubes e treinadores. Dentre esses, Adevanilsom, Diemerson e Sandro João do IDESP/Alta Floresta, única entidade em Mato Grosso a trabalhar com esse segmento de atletas.

Cerca de trinta medalhistas paralímpicos participaram desta etapa nacional do Circuito Loterias Caixa de atletismo, como o paraibano Petrúcio Ferreira (T47) – recordista mundial na prova dos 100m, o alagoano Yohansson Nascimento (T45) – medalhista nos Jogos Rio 2016, a sul-mato-grossense Silvânia Costa (T11) – campeã no salto em distância no Rio.

Ao final dos três dias de competições, 38 recordes superados, sendo 26 recordes brasileiros, 10 das américas e 2 recordes mundiais, ambos da atleta Elizabeth Gomes na classe T52, que agora passam por processo de homologação pelo IPC (Comitê Paralímpico Internacional em inglês).

Os resultados serão usados como base para a preparação de competições internacionais no próximo ano como Jogos Parapan-Americanos de Lima, em agosto, e do Mundial de Atletismo em Dubai, em novembro.

Sandro João de Alta Floresta, bronze no Brasileiro Caixa de Atletismo Paralímpico

O Campeonato Brasileiro de Atletismo

O Campeonato Brasileiro de Atletismo é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.

Esta é a terceira e última etapa do ano (sendo as duas anteriores conhecidas como Circuito Loterias Caixa de Atletismo), sendo o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo. É a primeira vez que o evento acontecerá sob esse título, que será estendido as demais modalidades.

Delegação de Alta Floresta com Diemrson, Lucas, Adevanilson, Sandro e João Cuadra


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo