domingo, 26 maio, 2024
29.2 C
Alta Floresta

PRODAM entregou mais 60 colmeias de abelhas sem ferrão nativas da Amazônia

Date:

(assessoria)

O Projeto Olhos D' Água da Amazônia executado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SECMA), da Prefeitura de Alta Floresta, realizou na última semana a entrega de 60 colmeias de abelhas sem ferrão nativas da Amazônia, as colmeias são disponibilizadas para produtores rurais que participaram dos cursos de capacitação de Meliponicultura, que tem áreas em processo de recuperação, as abelhas sem ferrão são agentes de polinização nos biomas brasileiros.

Atualmente o Meliponário Municipal de Alta Floresta, conta com 300 colmeias de abelhas nativas sem ferrão da Amazônia. Com a conclusão da fase II do Projeto do Olhos D’ Água da Amazônia, em junho de 2016, a ação da meliponicultura continua sendo realizada com apoio da Prefeitura de Alta Floresta, com a contratação de um técnico de manejo, responsável pelo manejo das abelhas. O fortalecimento da cadeia produtiva do mel foi contemplado no Projeto Olhos D' Água da Amazônia fase II, a doação de colmeias iniciou em 2014. Antes de receber as caixas  de colmeias, os produtores rurais participam do curso de capacitação, que aborda temas desde legislação e regularização ambiental e definição sobre meliponicultura, além de ensinar sobre as técnicas de reprodução e alimentação, para que possam atuar com a meliponicultura.

“Em seguida dos cursos eles recebem as colmeias, foram beneficiados 12 produtores rurais, as caixas de colmeias vão ser instaladas nas áreas de mata ciliar que estão sendo recuperadas pelo agricultor em parceria com o PRODAM, e quando já existe floresta suficiente às caixas são instaladas na área de reserva legal. O projeto tem um foco ambiental, as abelhas sem ferrão são o principal agente  de polinização do bioma amazônico e de outros biomas brasileiros. Além de auxiliar na área ambiental pode agregar valor de renda ao produtor, que pode comercializar o mel ou a colmeia”, explica Juliana Ferreira da Silva, engenheira agrônoma.

O coordenador executivo do Projeto Olhos D' Água da Amazônia, José Alesando Rodrigues, reforça que o projeto estimula por meio do fortalecimento da cadeia produtiva do mel, essa cultura de criar abelhas sem ferrão nativas da Amazônia. “É um mecanismo de auxiliar o produtor rural com a ampliação da renda familiar, além de ajudar no processo  de recuperação de nascentes com a polinização”, pondera. 

Para a secretária de Meio Ambiente, Aparecida Sicuto, o principal objetivo desta ação é ajudar na polinização e recuperação de nascentes, e o incremento de renda para o produtor rural. “É uma alternativa para utilizar na propriedade dele, seja para consumo próprio ou venda se ele optar, além  de ter papel fundamental na questão ambiental”, ressalta. “É importante que esta ação continue sendo realizada, com apoio da Prefeitura de Alta Floresta”, frisa Sicuto.

 

Compartilhe:

você vai gostar...
Relacionado

Na véspera do sorteio, Marquinhos Xavier projeta Copa do Mundo

Sorteio dos grupos acontece neste domingo (26), às 13h...

CBFS anuncia cancelamento da 10ª Taça Brasil sub-17 feminina

A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) anunciou o cancelamento...

CARLINDA: Grave Acidente na MT-320 Deixa Caminhonete Destruída

Carlinda, MT - Um grave acidente de trânsito foi...

Tiro de Guerra realiza formatura em comemoração aos 36 anos da unidade em Alta Floresta

O Tiro de Guerra 09-001 realizou, na noite de...
Feito com muito 💜 por go7.com.br