sexta-feira, 24 maio, 2024
35.9 C
Alta Floresta

MP alega risco de vingança e pede que líder religioso investigado por abusar de mulheres em Alta Floresta, Sinop e Lucas do Rio Verde volte para prisão

Date:

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) recorreu ao Tribunal de Justiça pedindo para que o líder religioso, de 64 anos, investigado por usar um chá indígena, denominado hoasca, para dopar mulheres e praticar abusos sexuais contra elas, volte para a prisão, em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá. O acusado foi solto nessa sexta-feira (26).

Segundo o promotor de Justiça Saulo Pires de Andrade Martins, a liberdade do religioso representa risco para as vítimas, uma vez que ele pode buscar vingança contra elas ou constrangê-las por meio de ligações ou redes sociais, pelo fato de se tratar de uma pessoa influente na região.

Compartilhe:

você vai gostar...
Relacionado

Enem 2024: inscrições começam na próxima segunda-feira

Na próxima segunda-feira (27), serão abertas as inscrições para...

Suspeito por desvio de R$ 6 milhões, presidente da Federação de Futebol de MS pode ser banido; entenda o caso

Por Isabelly Melo e Renata Barros, ge MS Francisco Cezário...

Avião da Gol sai da pista durante aterrissagem e é rebocado em Sinop

Um avião da companhia aérea Gol acabou saindo da...

CAMPEÃO – Natural de MT, Rafael Tolói conquista a Liga Europa com a Atalanta

Natural de Mato Grosso, o zagueiro Rafael Tolói foi...
Feito com muito 💜 por go7.com.br