sexta-feira, 24 maio, 2024
35.9 C
Alta Floresta

Mães nas arquibancadas no Ibero-Americano de Cuiabá

Date:

Imagens do carinho dos filhos atletas por suas mães vistas na competição são um símbolo do que representa essa relação pelas medalhas do atletismo do Brasil e marcam o Dia das Mães nesse 12 de maio de 2024 na pista na pista da UFMT

Cuiabá – A jovem saltadora Lissandra Maysa Campos contou com a torcida da mãe Jucileide – que veio de Nossa Senhora do Livramento para Cuiabá – para ver a filha ganhar a medalha de prata no salto em distância, com  6,53 m (0.7), na arquibancada do Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) no Ibero-Americano. O velocista Felipe Bardi foi outro atleta que foi até a grade para abraçar e beijar a mãe Valdirene, após a conquista da medalha de ouro nos 100 m (10.14).

Cenas que foram registradas durante a competição e que demonstram, neste Dia das Mães (12/5/2024) a importante relação entre mães e filhos pela construção das medalhas do atletismo brasileiro.

Lissandra recebe o suporte e o estímulo da mãe, e da família, desde a infância – aos 5 anos já demonstrava toda a sua aptidão para o esporte. “Nossa história é muito linda. Minha mãe e meu pai deixaram de adquirir bens para a casa para investir em mim por anos, nos meus treinos, na minha alimentação, nos cuidados comigo”, afirma Lissandra. “Foi só quando eu comecei a ganhar salário, que pude investir em mim e eles puderam comprar mais coisas para a casa”, comenta Lissandra.

A atleta tem a sorte de ter também “a mãe postiça” Maria Aparecida de Souza Lima, a Cida, casada com o medalhista olímpico Vicente Lenílson e mãe de dois jovens atletas, treinadora de Lissandra e treinadora-chefe da seleção brasileira do Ibero-Americano.

Lissandra, que começou em brincadeiras de rua e em recreação na praça, e correndo aos 12 anos em provas kids como a Maratoninha da Caixa e a Corrida de Reizinho – “ganhei umas 13 bicicletas”, relembra – chegou para treinar no Instituto Vicente Lenílson Atletismo em 2014. “Saltava 4,86 m e depois de dois meses fez 5,20 m no Brasileiro Escolar, com apenas 13 anos”, comentou Cida, atleta olímpica do salto triplo em Atlanta-1996. “Como única mulher mato-grossense a ir para uma Olimpíada quero passar o bastão para a Lissandra”, comenta Cida. 

A mãe Jucileide e toda a família da saltadora também está envolvida no sonho da vaga olímpica para os Jogos de Paris 2024. “Nessa temporada meus pais largaram tudo para cuidar de mim. Todos, empenhados na vaga olímpica e todo mundo trabalhando para isso”, completa Lissandra. 

Mensagem do presidente

“Quero desejar um feliz Dia das Mães para todas as mães, principalmente para as mães do atletismo brasileiro, atletas, mães de atletas, treinadoras, árbitras e gestoras. Para a CBAt é um grande desafio e lutamos cada vez mais pela equidade, pelo empoderamento das mulheres porque precisamos da sensibilidade da mulher, da mãe, do zelo da mãe no que mais buscamos: a humanização do atletismo. Não existe uma referência maior de humanização do que o amor de mãe. Então, os nossos cumprimentos e agradecimentos a todas as mães e as mães do atletismo brasileiro de todas as áreas. Feliz Dia das Mães!”

Wlamir Leandro Motta Campos

Presidente do Conselho de Administração da CBAt

A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.

Compartilhe:

você vai gostar...
Relacionado

Complexo Arena Pantanal recebe série D do Brasileirão e Estadual de Jiu-Jitsu Esportivo

A Arena Pantanal e o ginásio Aecim Tocantins, em...

IMPACTO ECONÔMICO – “Obras do Governo de MT geram mais de mil empregos em Nova Bandeirantes”, afirma prefeito

Prefeito César Périgo afirmou que município vive um antes...

Enem 2024: inscrições começam na próxima segunda-feira

Na próxima segunda-feira (27), serão abertas as inscrições para...

Suspeito por desvio de R$ 6 milhões, presidente da Federação de Futebol de MS pode ser banido; entenda o caso

Por Isabelly Melo e Renata Barros, ge MS Francisco Cezário...
Feito com muito 💜 por go7.com.br