sexta-feira, 24 maio, 2024
35.9 C
Alta Floresta

Brasil é campeão Ibero-Americano de Atletismo

Date:

A seleção, com 86 atletas, competiu em casa, teve o apoio do público que lotou as arquibancadas da Universidade Federal do Mato Grosso, venceu o campeonato em Cuiabá (MT), com 544 pontos (250 no feminino e 294 no masculino) e 43 medalhas (16 de ouro, 15 de prata e 15 de bronze)

Cuiabá – O Brasil foi o grande campeão do Ibero-Americano de Atletismo, em Cuiabá, Mato Grosso, após três dias de disputas (10 a 12/5), no Centro de Treinamento Olímpico da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). O Atletismo Brasil competiu em casa e somou  544 pontos – venceu também nos naipes masculino (294 pontos) e feminino (250 pontos). O Atletismo Brasil também liderou o quadro de medalhas, com 43 no total (16 de ouro, 12 de prata e 15 de bronze). A Colômbia foi a vice-campeã (277 pontos) e a Espanha ficou em terceiro lugar (171 pontos).

Já na contagem de medalhas, a Espanha foi a segunda colocada com 15 medalhas (4 de ouro, 7 de prata e 4 de bronze) e Porto Rico o terceiro com 7 medalhas (4 de ouro, 2 de prata e 1 de bronze).

As medalhas do Brasil

Ouro (16)
Valdileia Martins – salto com vara (1,88 m)
Vitor Hugo de Miranda, Maria Victoria Belo de Sena, Tiago Lemes da Silva e Leticia Nonato – revezamento 4×400 m misto (3.17.85)
Felipe Bardi – 100 m (10.14)
Tatiane Raquel da Silva – 3.000 m com obstáculos (9.46.25)
Matheus Gabriel de Liz Correa – 20 km marcha atlética (1:23.51)
Altobeli Santos da Silva – 5.000 m (14.27.38)
Izabela Rodrigues da Silva – lançamento de disco (63,60 m)
Gabriele Sousa dos Santos – salto triplo (13,68 m)
Wellinton Fernandes da Cruz Filho – lançamento de disco (62,31 m)
Gabriela Silva Mourão, Ana Carolina Azevedo, Lorraine Martins e Vitória Rosa – revezamento 4×100 m (43.54)
Rodrigo do Nascimento, Felipe Bardi, Erik Cardoso e Vinicius Rocha Moraes– revezamento 4×100 m (39.19)
Eduardo de Deus – 110 m com barreiras (13.24)
Thiago do Rosário André – 1.500 m (3.39.60)
Almir Cunha dos Santos – salto triplo (17,31 m)
Anny de Bassi, Maria Victoria Belo de Sena, Jainy Barreto e Leticia Nonato – revezamento 4×400 m (3.30.72)
Pedro Henrique Nunes Rodrigues – lançamento de dardo (85,11 m)

Prata (12)
Lissandra Maysa Campos – salto em distância (6,53 m)
Darlan Romani – arremesso de peso (20,53 m)
Vitória Rosa – 100 m (11.23)
Altobeli Santos da Silva – 3.000 m com obstáculos (8.37.13)
Simone Ponte Ferraz – 3.000 m com obstáculos (9.52.93)
Jaqueline Beatriz Weber – 800 m (2.01.64)
Andressa Oliveira de Morais – lançamento de disco (60,37 m)
Regiclécia Candido da Silva – salto triplo (13,23 m)
Rafael Henrique Campos Pereira – 110 m com barreiras (13.35)
Jucilene Sales de Lima – lançamento de dardo (62,31 m)
Thiago Moura – salto em altura (2,20 m)
Ketiley Batista – 100 m com barreiras (13.22)

Bronze (15)
Eliane Martins – salto em distância (6,47 m)
Welington Silva Morais – arremesso de peso (20,51 m)
Gabriela de Souza Muniz – 20 km marcha atlética (1:38.33)
Wendell Jerônimo Souza – 5.000 m (14.27.73)
Ana Caroline Miguel da Silva – arremesso de peso (17,18 m)
Chayenne Pereira da Silva – 400 m com obstáculos (56.22)
Lucas Marcelino dos Santos – salto em distância (7,91 m)
Felipe Vinícius dos Santos – Declato (7.547 pontos)
Fabio Jesus Correia – 10 km corrida de rua (30:06)
Tamara Alexandrino de Sousa – heptatlo (5.617 pontos)
Fernando Ferreira – salto em altura (2,15 m)
Ana Carolina Azevedo – 200 m (23.31)
Erik Cardoso – 200 m (20.50)
Lucas Alisson Pedro – salto com vara (5,25 m)
Luiz Maurício Dias da Silva – lançamento de dardo (82,02 m)

“Foi um grande evento, com recorde de participação de inscritos em Ibero-Americanos – mais de 500 atletas de 23 países – o que mostra a aceitação de todos. Esse evento seria realizado em Santiago, no Chile, que declinou e então partimos para o planejamento da competição em Cuiabá. Em parceria total com o Governo do Estado do Mato Grosso foi possível fazer essa entrega. Foi a coroação de uma parceria sólida, que começou em 2022 com a realização do Brasileiro Sub-23, seguiu com o Troféu Brasil em 2023, agora o Ibero-Americano e já estamos em negociação, com o governador Mauro Mendes, para fazermos em 2025 uma etapa do Continental Tour Golden em Cuiabá”, comentou Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da CBAt.

O Campeonato Ibero-Americano de Atletismo é uma competição da Associação Ibero-Americana de Atletismo (AIA), com realização do Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e o Governo do Estado do Mato Grosso, e parcerias com a Federação de Atletismo do Mato Grosso (FAMT), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e SESI-MT.

A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.

Compartilhe:

você vai gostar...
Relacionado

Complexo Arena Pantanal recebe série D do Brasileirão e Estadual de Jiu-Jitsu Esportivo

A Arena Pantanal e o ginásio Aecim Tocantins, em...

IMPACTO ECONÔMICO – “Obras do Governo de MT geram mais de mil empregos em Nova Bandeirantes”, afirma prefeito

Prefeito César Périgo afirmou que município vive um antes...

Enem 2024: inscrições começam na próxima segunda-feira

Na próxima segunda-feira (27), serão abertas as inscrições para...

Suspeito por desvio de R$ 6 milhões, presidente da Federação de Futebol de MS pode ser banido; entenda o caso

Por Isabelly Melo e Renata Barros, ge MS Francisco Cezário...
Feito com muito 💜 por go7.com.br